Ser Mãe… Sentimento de ser mãe

Começam os sintomas, náuseas, enjoos, sono, azia, inchaço. Mas o que será que se passa conosco? A primeira desconfiança e também a primeira ansiedade: estarei grávida?

Muitas mulheres não sabem ainda o que pensar quando um teste de gravidez acusa positivo. O medo, a angústia, os nervos, a ansiedade e a novidade são informação a mais para se assimilar de uma vez. Após digerida a notícia, começam os primeiros sentimentos maternais a despoletar. De quanto tempo estarei? Será que está tudo bem? Será menino ou menina?

As primeiras idas às consultas são pouco reveladoras, vemos um corpo estranho dentro de nós com uma forma ainda pouco distinta, não saberíamos que ele lá se encontra se não o víssemos. Mas à medida que o tempo passa, a barriga cresce, o bebê mexe, e nós vamos tomando consciência de que realmente um ser está a ser gerado dentro de nós. É o nosso filho, que estará para sempre ligado a nós pelos laços da maternidade.

ser-mae

Não existem palavras suficientes para descrever o sentimento de ser mãe. É todo um conjunto de momentos e recordações que para sempre estarão guardados na memória, e também junto ao coração.

Quando nasce o bebê, depressa nos apercebemos que aquele ser frágil e indefeso depende totalmente de nós. Uma nova realidade se instala, a liberdade e independência que conhecíamos até então é profundamente abalada. Por vezes é um choque, e depressa a nova mãe se tem de adaptar à nova vida. Mas quanto mais se apercebe dessa responsabilidade, maior é o vínculo que se estabelece entre mãe e filho, e maior é o sentimento de amor que nos enche por completo.

Noites sem dormir, fraldas por mudar, hora de amamentar, tudo é secundário quando se recorda o momento em que o vimos nascer. O primeiro choro que ouvimos ainda no hospital, a primeira vez que o vimos fora de nós, e a primeira vez que o entregam ao nosso cuidado.

Ser-mae-um-presente-300x214

Para muitas, o melhor momento das suas vidas, que jamais conseguirão esquecer. Todas as dores, todo o sofrimento e toda a ansiedade da espera se desvanecem, pairando apenas a imagem do seu bebê.

Com o passar do tempo não o queremos deixar crescer, queremos que seja para sempre o nosso bebê e que seja sempre dependente de nós para que tenhamos de estar sempre por perto, prontas a enchê-lo de carinhos e cuidados.

Os filhos crescem assim como as preocupações, e no coração, uma sensação de vazio se vai instalando à medida que se tornam cada vez mais independentes e menos inocentes.

O carinho de outrora é substituído agora por uma necessidade de marcar a sua individualidade. À medida que o tempo passa os filhos nem se apercebem que as mães se entristecem por não serem mais o alvo da sua atenção permanente, e que por isso se refugiam em recordações do passado.

Ser mãe é pensar primeiro no filho, preocupar-se com o seu bem-estar e fazer tudo para o ver feliz. É recear cada passo que dá, temer pela sua ausência, chorar devido à sua indiferença.

É sentir que o coração se move fora do corpo, e andar sempre com ele “nas mãos”. É sorrir apenas de recordar a sua imagem, ou deitar uma lágrima por lembrar dos seus abraços.

É algo único e indescritível, não existem palavras, frases, textos que façam jus ao seu sentimento.
Ser mãe é algo que mais ninguém é capaz de compreender, nem mesmo o próprio filho!

Ser Mãe é… Maravilhoso!

No Responses to “Ser Mãe… Sentimento de ser mãe”

Leave a Reply